(65) 3627-3545 (65) 99228-4388  | 

contato@lvflores.com.br

(65) 3627-3545 (65) 99228-4388  | 

contato@lvflores.com.br

Curiosidades


HISTORIA DA ROSA:
 
            A rosa é uma das flores mais conhecidas pelo homem. Nabucodonosor usava-as para adornar seu palácio e, na Pérsia, onde elas eram cultivadas por sua essência perfumada, as pétalas eram utilizadas para encher o colchão do Sultão. Em Caxemira, os Imperadores Mongóis a cultivavam para que fossem jogadas no rio, dando-lhes boas vindas quando voltavam para casa. Mais tarde, tornaram-se sinônimos dos excessos do Império Romano. Os imperadores enchiam suas banheiras e fontes com água de rosas e sentavam-se em tapetes de pétalas em seus banquetes. Heliogábalo gostava de saudar seus convidados com pétalas de rosas que caiam do teto durante as festividades. A Rosa é a flor do amor. Foi criada por Clóris, uma Deusa grega das flores, a partir do corpo sem vida de uma ninfa que ela encontrou em uma clareira no bosque. Pediu ajuda a Afrodite, a deusa do amor, que deu à flor beleza; Dionísio, o deus do vinho, ofereceu néctar para proporcionar-lhe um perfume doce; e as três Graças lhe deram encanto, esplendor e alegria. Depois Zéfiro, o Vento oeste, afastou as nuvens com seu sopro para que Apolo, o deus Sol, pudesse brilhar e fazer a planta florescer. E desta forma a Rosa nasceu e foi logo coroada Rainha das flores. Existem muitas lendas contando como as rosas ficaram vermelhas. Os romanos acreditavam que Vênus enrubecera quando Júpiter a surpreendera banhando-se e, então, a rosa branca transformara-se em vermelha, refletindo as faces da Deusa. Os primeiros cristãos fizeram das rosas vermelhas o símbolo do sangue de mártir, enquanto as rosas brancas sempre foram associadas a inocência e a pureza. As rosas vermelhas e brancas juntas representam a unidade na linguagem das flores. Na Guerra das Rosas, a rosa branca era o emblema da Casa de York e a rosa vermelha representava a casa Lankaster. Shakespeare dramatizou a cena em Henrique VI, quando cada um dos lados colheu as rosas no jardim do Templo em Londres. Após mais de trinta anos de guerra civil, as duas casas foram finalmente unidas pelo casamento e as duas rosas foram juntadas para formar a simbólica Rosa Tudor que ainda aparece na heráldica inglesa atual. Uma rosa-damascena branca e vermelha começou a ser cultivada a partir dessa ocasião e recebeu o nome de Rosa de York e Lankaster. A Rainha Elizabeth I, conhecida como a Rainha Virgem, adotou a Rosa Tudor como seu emblema e escolheu as palavras ‘Rosa sinespina’ como seu mote. A Rosa tem sido o emblema nacional da Inglaterra desde então. O país é famoso por suas rosas. Não há nada igual ao perfume dessas flores, e é uma felicidade que a arte dos perfumistas tenha atingido tamanho grau de sofisticação que lhes permita reproduzir o aroma para nós e para nossos lares.   (Linguagem das Flores, edição nº6, Sheila Pickles)”
 
COMO CUIDAR DAS FLORES:
Aquele momento mágico que as flores trazem pode ser prolongado com a observação de alguns cuidados simples e importantes: Buquês: Flores recebidas em buquês deverão ser desembaladas e acomodadas em recipiente com água: - Em vaso compatível com o tamanho das hastes de modo que todas mergulhem cerca de dez centímetros; - Água fresca é essencial. - Renove a água a cada 2 dias; - Pode ser adicionado um conservante floral; - Corte dois centímetros das hastes a cada 2 dias. Cortes na diagonal aumentam e melhoram a absorção; - Retire folhas que possam ficar submersas. Elas se deterioram e dão mau cheiro; Arranjos: Os arranjos geralmente requerem menos cuidados que os buquês porque na maioria das vezes, são confeccionados em uma base de espuma floral que deve ser mantida com água fresca: - arranjos pequenos (com até 1 dúzia de rosas) devem receber 150 ml de água  a cada dois dias; - arranjos médios (com até 2 ½ dúzias de rosas) recebem 200 ml de água a cada dois dias; - elimine as folhas e flores que forem perecendo, mantendo a montagem original enquanto agradável;   Cuidados gerais: - Evite exposição direta ao vento e ao sol; - Ambientes com ar condicionado desidratam mais rapidamente; - Evite colocar plantas em contato com alimentos. - Não guarde flores na geladeira. Elas podem ter produtos agrotóxicos. - As flores não devem ser consumidas, usadas em chás ou decoração de pratos; - Flores com espinhos devem ser manuseadas com proteção para as mãos; - Receita caseira para conservante foral: para um litro de água misture cinco gotas de água sanitária.    
RELAÇÃO DE BODAS:
É tradicional na cultura ocidental comemorar com bodas a eventos da vida social das pessoas como casamentos, aniversários, eventos marcantes. Para marcar cada um desses eventos se associa a cada data das bodas algum material que o represente conforme a lista abaixo:  1 Bodas de Papel
2 Bodas de Algodão
3 Bodas de Trigo ou Couro
4 Bodas de Flores e Frutas ou Cera
5 Bodas de Madeira ou Ferro
6 Bodas de Perfume ou Açúcar
7 Bodas de Latão ou Lã
8 Bodas de Papoula ou Barro
9 Bodas de Cerâmica ou Vime
10 Bodas de Estanho ou Zinco
11 Bodas de Aço
12 Bodas de Seda ou Ônix
13 Bodas de Linho ou Renda
14 Bodas de Marfim
15 Bodas de Cristal
16 Bodas de Safira ou Turmalina
17 Bodas de Rosa
18 Bodas de Turquesa
19 Bodas de Cretone ou Água Marinha
20 Bodas de Porcelana
21 Bodas de Zircão
22 Bodas de Louça
23 Bodas de Palha
24 Bodas de Opala
25 Bodas de Prata
26 Bodas de Alexandrita
27 Bodas de Crisopázio
28 Bodas de Hematita
29 Bodas de Erva
30 Bodas de Pérola
31 Bodas de Nácar
32 Bodas de Pinho
33 Bodas de Crizo
34 Bodas de Oliveira
35 Bodas de Coral
36 Bodas de Cedro
37 Bodas de Aventurina
38 Bodas de Carvalho
39 Bodas de Mármore
40 Bodas de Rubi ou Esmeralda
41 Bodas de Seda
42 Bodas de Prata Dourada
43 Bodas de Azeviche
44 Bodas de Carbonato
45 Bodas de Platina ou Safira
46 Bodas de Alabastro
47 Bodas de Jaspe
48 Bodas de Granito
49 Bodas de Heliotrópio
50 Bodas de Ouro
51 Bodas de Bronze
52 Bodas de Argila
53 Bodas de Antimônio
54 Bodas de Níquel
55 Bodas de Ametista
56 Bodas de Malaquita
57 Bodas de Lápis Lazuli
58 Bodas de Vidro
59 Bodas de Cereja
60 Bodas de Diamante ou Jade
61 Bodas de Cobre
62 Bodas de Telurita
63 Bodas de Sândalo
64 Bodas de Fabulita
65 Bodas de Ferro ou Safira
66 Bodas de Ébano
67 Bodas de Neve
68 Bodas de Chumbo
69 Bodas de Mercúrio
70 Bodas de Vinho
71 Bodas de Zinco
72 Bodas de Aveia
73 Bodas de Manjerona
74 Bodas de Macieira
75 Bodas de Brilhante ou Alabastre
76 Bodas de Cipestre
77 Bodas de Alfazema
78 Bodas de Benjoim
79 Bodas de Café
80 Bodas de Nogueira ou Carvalho
81 Bodas de Cacau
82 Bodas de Cravo
83 Bodas de Begônia
84 Bodas de Crisântemo
85 Bodas de Girassol
86 Bodas de Hortênsia
87 Bodas de Nogueira
88 Bodas de Pêra
89 Bodas de Figueira
90 Bodas de Álamo
91 Bodas de Pinheiro
92 Bodas de Salgueiro
93 Bodas de Imbuia
94 Bodas de Palmeira
95 Bodas de Sândalo
96 Bodas de Oliveira
97 Bodas de Abeto
98 Bodas de Pinheiro
99 Bodas de Salgueiro
100 Bodas de Jequitibá
 
DIFERENÇAS ENTRE IKEBANA E DESENHO FLORAL
Imagine uma arte feita com flores de verdade. Como se fosse um quadro de pinturas, a peça de base seria a moldura e o posicionamento de cada flor, cada caule e folha, em um todo, fosse a pintura. Bem vindo ao mundo das artes florais! Aqui, as flores querem sempre dizer algo. Ikebana — em japonês: ( 生け花 ou いけばな, em japonês:), literalmente "flores vivas" — é a arte japonesa de arranjos florais, também conhecida como Kado (華道 ou 花道, Kado) — a via das flores. Ikebana é uma arte floral que originou na Índia onde os arranjos eram destinados a Buda, e personalizada na cultura nipônica, pela qual é mais conhecida. Em constraste com a forma decorativa de arranjos florais que prevalece nos países ocidentais, o arranjo floral japonês cria uma harmonia de construção linear, ritmo e cor. Enquanto que os ocidentais tendem a pôr ênfase na quantidade e colorido das cores, dedicando a maior parte da sua atenção à beleza das corolas, os japoneses enfatizam os aspectos lineares do arranjo. A arte foi desenvolvida de modo a incluir o vaso, caules, folhas e ramos, além das flores. A estrutura de um arranjo floral japonês está baseada em três pontos principais que simbolizam o céu, a terra e a humanidade, embora outras estruturas sejam adaptadas em função do estilo e da Escola. (Fonte: Wikipedia) A montagem da ikebana é pessoal, íntimo. Pois quem a monta é o canal das energias nela ilustradas. Por tanto, não comercializada. Ao contrário do que acontece com os desenhos florais que são arranjos comerciais estilizados, com alto grau de desing, que também podem utilizar os mesmos recursos da ikebana, mas não vão representar a mesma mensagem.
 
QUAL ESCOLHA IDEAL?
Quando se decidir por um presente floral algumas considerações deverão ser feitas. Aquela opção mais adequada para a sua representação de afeto, carinho e emoção. Orientações que garantem a satisfação das suas aspirações pelo profissional florista.   Algumas questões básicas deverão ser levantadas para a sua melhor escolha, como:   *          Quem está sendo homenageado? Um (a) conhecido (a); quem você venera; gosta; ama; vive loucamente por ele (a); um parente querido; um (a) amigo (a); um (a) colega de trabalho; sócio (a),... Dica: saber traços da personalidade da pessoa que receberá o presente ajuda muito na hora da sua escolha. Pessoas que são extrovertidas, animadas, otimistas gostam de cores definidas, alegres e vibrantes. Geralmente espécies de flores expressivas, diferentes com um desing inovador são as que mais agradam. Já as pessoas com índole conservadora, tímida, preferem as linhas clássicas com tons mais suaves ou gradação de cores, onde cada detalhe combina com cada adereço, modelo convencional.   *          Qual a intenção do seu presente? Simplesmente marcar o “agora”; o hoje; fazer apenas um agrado; início de uma conquista; presentear um aniversariante; marcar seu aniversário de namoro; seu noivado, do (a) amigo (a) ou parente; seu casamento, do (a) amigo (a) ou parente; formatura; nascimento do seu herdeiro, do casal amigo ou parente; suas bodas, dos seus pais ou avós; gratidão; desculpas por um erro...; data comemorativa como dia das mulheres, mães, pais...; chegada de viagem de alguém; despedida de quem lhe fará falta...; uma promoção no trabalho; votos de um breve restabelecimento; uma dolorida homenagem póstuma,... Dica: O que importa para você agora? Chegar de mansinho, com o discurso “lembrei de você com muito carinho...” conquistar o seu espaço aos poucos com um buquê de rosas, só para jogar um charme... Ou chegar com tudo, arrasando, impressionando com presente mega, gigante, de bom gosto com flores especiais dizendo “foi eu quem mandou e estou aqui para você!”. Quer um presente melhor do que acordar com um delicioso café da manhã para começar o dia do seu homenageado? No meio da correria no trabalho, tudo pára! Só para ver a beleza das flores do arranjo que você mandou. Uma cesta lanche ou um Happy Hour para o fim do expediente depois de um dia de muito trabalho...  Uma nova mamãe na maternidade? Que tal um arranjo com flores acompanhado com uma linda e mimosa pelúcia para o mais novo membro da família?   *          Qual a proximidade afetiva com o presenteado tendo em conta a emoção para o momento em que se presenteia? (amizade, aproximação amorosa, apaixonado, respeitoso, comercial, apenas social e estético,...)   *          É oportuno incluir acompanhamentos como chocolate, pelúcia ou acessórios? Dica: É sempre bem vindo incrementar o seu presente com bombons e/ou pelúcia, afinal ficará sempre de lembrança do referido momento.   *          Qual o ambiente para a entrega? (comercial, residencial, público,...)     Tendo em mãos suas respostas, você está preparado para a escolha da sua homenagem. Capriche!
 
SIGNIFICADO DAS CORES:
VERMELHO: Simboliza o amor, o desejo. é a cor da paixão e do sentimento. VERMELHO ESCURO: elegância, requinte e liderança. LARANJA: é uma cor quente, tal como amarelo e o vermelho. É pois uma cor ativa que significa movimento e espontaneidade. AMARELO: transmite calor, luz e descontração. Simbolicamente está associado à prosperidade. É também uma cor energética, ativa que transmite otimismo. BRANCO: associa-se à idéia de paz, de calma, de pureza. Também está associado ao frio e à limpeza. VERDE: vigor, juventude, frescor, esperança e calma. VERDE ESCURO: está associado ao masculino, lembra grandeza, como um oceano. É uma cor que simboliza tudo o que é viril. VERDE CLARO: contentamento e proteção. MARROM: é a cor da terra. Esta cor significa maturidade, consciência e responsabilidade. Está ainda associado ao conforto, estabilidade, resistência e simplicidade. LILÁS: espiritualidade e intuição ROSA: beleza, saúde, sensualidade e também o romantismo. ROSA CLARO: está associado ao feminino. Remete para algo amoroso, carinhoso, terno, suave e ao mesmo tempo para uma certa fragilidade e delicadeza. Está anda associado à compaixão. SALMÃO: está associado à felicidade e à harmonia. AZUL: é a cor do céu, do espírito e do pensamento. Simboliza a lealdade, a fidelidade, a personalidade e sutileza. Simboliza também o ideal e o sonho. É a mais fria das cores frias. AZUL ESCURO: é considerada uma cor romântica, talvez porque lembre a cor do mar, no entanto é uma cor que associa a uma certa falta de coragem ou monotonia. AZUL CLARO: tranqüilidade, compreensão e frescor.

Siga-nos: